Que sorte a nossa, hein?!

Não é questão de comodismo, nem de gostar da rotina. Mas sim uma questão de agradecimento. Sonhamos tanto com o príncipe encantado, com lindas cenas de romance que gostaríamos de protagonizar que simplesmente esquecemos de agradecer o que de fato temos. Se estamos há um tempo com determinada pessoa é porque de fato ela deve ter algo de especial, se não ela não teria sido escolhida há um tempo atrás para estar ao nosso lado e dividir momentos da nossa vida com ela. O problema é que as peripécias do dia a dia vão aos poucos minando tudo aquilo que admiramos e gostamos no outro e com o tempo tendemos a rotular a nossa relação como sem graça ou entediante.

Não temos o último dos românticos ao nosso lado mas talvez tenhamos o cara mais engraçado e prestativo da vizinhança. Ele pode não ter o abdômen de tanquinho do Caio Castro mas tem mãos de fada para fazer aquela massagem em nossos pés cansados. Não tem a conta bancária sem limites mas sabe fazer um sanduíche como ninguém. E por ai vai…. Para mim, isso sim é sorte! Como bem colocou Vanessa da Mata, na linda canção que intitula essa postagem ” Neste mundo de tantos anos, entre tantos outros, que sorte a nossa hein? “.

Devemos valorizar o hoje e o agora. Valorizar não é aceitar tudo como estar e sim agradecer o que já foi conquistado e procurar ver o que pode ser melhorado. Se não tá legal, porque então não parar para conversar e ver o que pode ser ajeitado? É muito mais fácil procurar melhorar a nossa realidade do que jogar tudo para o alto e começar do zero. Claro que, isso tudo só é válido quando ainda se tem respeito e admiração pelo outro. Sem esses dois sentimentos, não há amor que resista. Se não há nenhum desses sentimentos, não há o que se falar em concertar o que não se tem mais concerto.

Lembre-se sempre da sorte que vocês tiveram dos olhares terem se cruzado, das mãos terem se encaixado e dos sorrisos que fizeram o coração parar e o estômago dar aquela cambalhota. Afinal, não somos nós que escolhemos o amor, o amor é que nos escolhe…

Fonte da imagem: http://omicronfotografia.com.br/blog/?p=3017

Anúncios

7 comentários em “Que sorte a nossa, hein?!

  1. Perfeito o seu texto. Defeitos, todos nós temos. Não somos perfeitos. O importante em uma relação é sempre o diálogo e amor. O problema de alguns casais é que depois de um tempo as pessoas perdem a paciência de cuidar, escutar e compartilhar sentimentos, sonhos e emoção. Qualquer relacionamento precisa ser regado diariamente. E, vamos combinar, como deve ser maravilhoso envelhecer ao lado de um grande amor, né?

    1. É verdade, Chris! As pessoas com o tempo vão se esquecendo de como é importante ouvir e ser ouvido! E deve ser muito bom, quando vc estiver bem velhinha, ter uma pessoa que passou por todas as fases da sua vida ao seu lado, né?! =**

  2. Amei. Principalmente no que se refere a “Valorizar não é aceitar tudo como está e sim agradecer o que já foi conquistado e procurar ver o que pode ser melhorado.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s