Resenha crítica – filmes – The Age of Adaline ( A Incrível História de Adaline)

Um filme tão delicioso que dá vontade de ver diversas vezes. Adaline é uma linda jovem, que vive em San Francisco (Califórnia) na virada do século XX em uma familia muito rica. Aos 25 anos, com a construção da Golden Gate a cidade se enche de engenheiros vindos de toda a parte dos Estados Unidos e assim, ela conhece seu grande amor, com o qual se casa um ano antes da inauguração da ponte. Frequentava os mais belos clubes da cidade, tinha uma vida ativa e tudo ia bem. Até que um dia, indo visitar seus pais em uma noite de nevasca muito forte, seu carro derrapa no esfalto, capota alguns vezes e seu corpo é arremessado para a fria neve. Ali permanece por muito tempo, até que milagrosamente aparece alguém para socorre-la.

Mas os milagres na vida de Adaline não param por ai. Devido ao acidente, misteriosamente, o seu corpo não envelhece mais, tornando-se assim uma imortal com a aparência de 29 anos. Diante disso, de dez em dez anos ela se vê na necessidade de mudar de bairro e recomeçar uma nova vida, com nova identidade, para que ninguém perceba esse “defeito” que ela adquiriu após o acidente.

Assim, ela vive uma existência solitária, nunca se permitindo criar laços com ninguém além de sua filha ( que também vive em outra cidade para não levantar suspeitas e não ter o segredo de sua mãe revelado). Mas nas véspera dos seus 70 anos, a vida prega uma surpresa para Adaline: ela conhece o jovem filantropo, Ellis Jones (Michiel Huisman), um homem que além de viver o seu universo de livros e viagens, mostrará que há entre eles um laço até então desconhecido que ligará Adaline a sua verdadeira identidade e fará com que seja possível arriscar a sua imortalidade por conta de um amor.

Não sou uma grande fã da Blake Lively, que faz o papel de Adaline, mas acho que a sua interpretação acertou em cheio em relação a personalidade que Adaline deveria nos mostrar, com gestos suaves e condizentes para uma mulher de 70 anos e ao mesmo tempo, gestos cheios de vida que o seu corpo de 29 anos ainda transmitia. Uma história muito bem construida pelo diretor que nos faz sentir o drama que tanto a atormenta e nos faz vibrar por ela, torcendo que ela se permita ter uma vida normal.

O filme foi lançado em maio de 2015 e já está disponível no Netflix!

Anúncios

12 comentários em “Resenha crítica – filmes – The Age of Adaline ( A Incrível História de Adaline)

  1. Eu já assisti esse filme, achei incrível também. E, para ser sincera, invejei o fato dela ter estacionado nos 29, quero isso pra mim também, rs. Concordo com o que vc disse sobre a interpretação dela, achei que combinou muito bem.
    Beijoo!

  2. Quando terminar aqui vou procurar pra ver ainda hoje. Achei a resenha muito boa e acho que nos faz pensar em como envelhecer, pode ser uma dádiva. Ouvi outro dia que viver indeterminadamente, nos deixaria melancólicos, justamente por não ter com quem compartilhar tal existência. Corremos tanto de algo que, na verdade, é a razão da nossa vida: um começo, um meio e um fim. Nem sei como ela lida com isso ainda, nem vi o filme, mas é algo que me fez pensar. Eu iria adorar…por um tempo, mas não todo ele. Adorei a dica, só me deixa terminar de escrever aqui. rsrs Beijos 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s