Princípios do telemarketing: a história da relação que morreu antes de florecer

Muitas empresas gostam de praticar o telemarketing excessivo, ou seja, gostam de ligar várias vezes ao dia, para lhe oferecer serviços que você não pediu nem tem interesse em adquirir, gostam de mandar vários sms por dia, promoções para seu e-mail pessoal, lhe adicionam no facebook e mandam panfletos para a sua casa. Resumindo: acham que, pelo fato de você ter comprado algumas vezes com eles, eles possuem o direito de ficar o dia todo em contato com você, toda hora lhe lembrando que a empresa existe e “gosta” de você. E o pior: quando você realmente precisa da empresa, eles lhe deixam esperando mais de uma hora no call-center, não respondem seus e-mail enviados pelo “fale conosco” do site e não trocam os produtos comprados a mais de sete dias.

E tem gente que acha que para se começar um relacionamento, deve-se adotar a mesma estratégia. Tanto homens, quanto mulheres gostam de fazer isso. Mas creio que esse comportamento recorrente dentre as mulheres. Há mulheres que mal conhecem um cara, e no dia seguinte já manda 53 mensagens no celular da criatura (em uma única tarde), e se o coitado demorar um pouco pra responder uma delas, é o fim do mundo e aquilo já vira uma tempestade no copo d’água.

Como não se ainda não fosse suficiente, ainda manda indiretas via instagram ou snapchat, ou qualquer outra rede social do momento. E o pior, na maioria das vezes o casal nem tem um relacionamento sério, estão apenas saindo.

Assim como ocorrem com as empresas de telemarketing, não há dúvidas que as pessoas de um modo geral querem distância de  pessoas assim e as “bloqueam” de vez de suas vidas. Essa é a razão de muitos homens/mulheres sumirem sem dar explicações, no começo de um relacionamento. A pressão é tão grande no começo que logo se vem a idéia: “imagine quando eu assumir que estou com essa pessoa… nunca mais terei paz”. E como não há compromisso, a pessoa some tranqüilamente, sem nenhum peso na consciência.

Então, minha dica tanto para as empresas, quanto para as pessoas é que só entre em contato se você realmente tiver algo importante ou interessante para falar. Falar só por falar só gera desinteresse e falta de paciência. Se a vontade de ter notícias da pessoa for algo insuportável, então ligue em vez de mandar uma mensagem. Porque se você mandar uma mensagem e ela não te responder, você ficará mais ansioso e mandará mais mensagens ainda e ai é que a pessoa não se manifestará.

Se você ligar, e ela não atender e não retornar é mais que claro que a mensagem que ela quer te passar é que ela não quer mais contato com você ( e não que o celular dela está com defeito ou sem bateria). Se ela atender, comente alguma coisa que a fez lembrar dela (leia-se: uma notícia, um fato engraçado, não a nova música da Marisa Monte ou alguma cena do filme romântico).

Mais importante do que se fazer presente e fazer com que a pessoa lembre espontaneamente de você. Gostamos de estar perto de pessoas legais e não pessoas ansiosas e possessivas. Por isso, aproveite cada minuto da “vida real” com essa pessoa para que ela queira mais momentos com você na “vida virtual” e não o contrário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s